Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Navegação

caixa

 
» Página Inicial SERIS tira dúvidas de detalhes nas provas do TAF: como serão partidas, execução e contagem de tempo e até comportamento de avaliadores
23/01/2022 - 13h45m

SERIS tira dúvidas de detalhes nas provas do TAF: como serão partidas, execução e contagem de tempo e até comportamento de avaliadores

Teste de aptidão física, segunda etapa do concurso para a Polícia Penal, é eliminatório

SERIS tira dúvidas de detalhes nas provas do TAF: como serão partidas, execução e contagem de tempo e até comportamento de avaliadores

Instruções, com demonstrações, foram passadas aos avaliadores, educadores físicos registrados no Conselho profissional da categoria. (Créditos: Jorge dos Santos)

Os candidatos que cometerem erros, durante a execução de exercícios do teste de aptidão física (TAF) do concurso para a Polícia Penal de Alagoas, poderão continuar a executar os demais. Mesmo que tais erros sejam causa de desclassificação.

A instrução foi passada pela Comissão da SERIS (Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social) responsável pelo TAF aos educadores físicos contratados como avaliadores das provas.

Além desses, os integrantes da comissão esclareceram outras dúvidas, como a de que o objetivo, na prova de corrida, não é a colocação, em comparação com os outros competidores, mas, o tempo do candidato, individualmente; explicaram sobre a partida, na prova de natação, bem como a pegada, no exercício da barra fixa.

Como são 362 candidatas e candidatos, serão mobilizados vinte avaliadores, que tiveram uma reunião com integrantes do grupo de trabalho instituído pela SERIS, da qual constou uma instrução, numa das salas de aula da Escola Penitenciária, e uma demonstração, na praça de exercícios, também situada entre os prédios que compõem o sistema prisional de Alagoas.

“São todos educadores físicos, devidamente registrados no conselho profissional de sua categoria”, explica o policial penal Felipe Campos, diretor da Escola Penitenciária.

Segundo o capitão PM Aluchan Fonseca, também da comissão responsável pelo TAF da SERIS, o objetivo não é beneficiar graciosamente nenhum dos candidatos, mas, também não é criar obstáculos, por detalhes, na execução das provas.

“Os avaliadores não podem beneficiar nenhum candidato, mas, não será vetado que estimulem aqueles que estão próximos de completar uma prova ou exercício, por exemplo”, acrescenta o policial penal Stênio Lima, também integrante da comissão da SERIS para aplicação do TAF.

“Portanto, uma palavra de estímulo, um ‘vai!’, um ‘vamos, falta pouco!’, da parte dos avaliadores, para com o candidato, não serão considerados irregularidade”, explica Lima.

Campos endossa que, mesmo assim, todos os detalhes para a realização dos exercícios do TAF estão no edital que traz a totalidade das regras do concurso.

Esclarecimentos

De acordo com a comissão, erros de execução que possam ser motivo de desclassificação serão registrados pelos avaliadores.

Porém, neste momento, em vez de o candidato já ser impedido de continuar o TAF e ter de abandonar o local, poderá continuar com as provas, se assim desejar.

O TAF será realizado nos dias 1º, 2 e 3 de fevereiro, no Centro Esportivo/Vila Olímpica Edson Maia de Queiroz (à margem da BR-101 – outro ponto de referência do local é procurar pelo Complexo Esportivo do Conjunto Padre Ernesto, na Rua Santa Rita, na comunidade Chã do Pilar).

No primeiro dia serão realizados os exercícios de ginásio (barra fixa, abdominal e corrida de suttle run – ir e vir). No segundo, será aplicada a prova da corrida e no terceiro dia, a de natação.

Outro esclarecimento passado na reunião é que todos os exercícios serão precedidos de comandos – passados pelos avaliadores: primeiro, comando de “prepara!” e, em seguida, o de início do exercício: algo a exemplo de “vai!”.

Poderá, também, ser usado outro sinal, como um apito.

A pegada na barra será livre: a critério do candidato, podendo ser do tipo pronado (em que a pessoa segura a barra mantendo as “costas da mão” voltadas para o rosto) ou supinado (em que ficam os dedos voltados para o rosto).

A corrida será feita pela raia interna, para que todos percorram uma distância semelhante.

Mas, segundo os integrantes da comissão, nada impede que um candidato ou candidata que imprima velocidade maior ultrapasse os demais, o que – advertem – só deve ser feito pela direita.

Os dirigentes da comissão do TAF da SERIS, porém, esclarecem – e passaram isso para os avaliadores: os candidatos não devem se preocupar com a colocação em relação aos concorrentes porque não será esse o critério de classificação.

“O que interessa é o tempo em que o candidato completa a prova; o que será marcado pelo chip”, esclarece Lima.

Para a prova de natação, os candidatos começarão pela parte mais rasa da piscina, já dentro d’água e poderão tomar impulso na borda.

As marcações terão poio da federação responsável pelos esportes aquáticos de Alagoas, que cederá, entre outros, os marcadores em que os candidatos tocam, no interior da piscina, para registrar eletronicamente o tempo do percurso.

Sobre os registros, a comissão fez questão de frisar para os avaliadores, bem como reafirmar para os candidatos: haverá a chamada redundância de marcações, em prol da transparência do registro da execução dos exercícios pelos candidatos. Haverá a marcação do chip, a contagem do cronômetro (a cargo do avaliador) e a gravação de imagens de cada prova – nos três dias do TAF.

Tão logo o candidato conclua seu dia de provas, deve deixar o local (não será permitida sua permanência), e haverá barreira sanitária para entrar no Centro Esportivo/Vila Olímpica. Os organizadores vão dispor de termômetro para aferição da temperatura corporal dos candidatos.

Por fim, os dirigentes da comissão do TAF esclareceram que há preocupação, também, com a própria integridade dos avaliadores. Por isso, entre as medidas, seus nomes ou imagens não foram e nem serão divulgados e, durante os três dias de TAF o Centro Esportivo/Vila Olímpica de Pilar terá a presença de policiais penais.

Em caso de admoestações ou animosidade do candidato para com avaliador, os policiais penais vão intervir, para garantir a tranquilidade e preservação do ambiente propício à continuidade do TAF.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv
banner-eouv-plone

banner-transparencia.jpg

banner_formulario

portal_do_servidor

 banner-depen