Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2021 09 - Setembro Seris encerra campanha com ação dedicada a servidoras e reeducandas
01/10/2021 - 13h00m

Seris encerra campanha com ação dedicada a servidoras e reeducandas

Atividades voltadas à prevenção ao suicídio mobilizam equipes do Presídio Feminino Santa Luzia em torno da importância da saúde mental

Seris encerra campanha com ação dedicada a servidoras e reeducandas

Profissionais de Saúde realizaram dinâmicas de grupo junto a reeducandas

Texto de Bruno Soriano

Atenta à importância de fortalecer cada vez mais a atenção à saúde mental de servidores e reeducandos, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) concluiu, nessa quinta-feira (30), as ações alusivas ao Setembro Amarelo, mês da campanha nacional de prevenção ao suicídio. Durante uma semana, a equipe de Saúde do Presídio Feminino Santa Luzia concentrou esforços no sentido de conscientizar não apenas o público privado de liberdade, mas também as policiais penais que trabalham naquela unidade.

As ações tiveram início na segunda-feira (27), com um café da manhã para as servidoras, seguido da distribuição de bombons com frases motivacionais. Fisioterapeuta da Seris, Lívia Dantas é uma das profissionais que se envolveram diretamente com a campanha. Ela explica que o trabalho teve como objetivo despertar o público alvo para a necessidade de se identificar os primeiros sinais de desconforto emocional, combatendo, inclusive, o preconceito em torno do diagnóstico e tratamento.

Afinal, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), um em cada dez brasileiros com mais de 18 anos já sofreu ou sofre de depressão. “Nós propusemos a realização de várias ações, como rodas de conversa, palestras e atividades lúdicas visando ao bem-estar de todas, considerando a complexidade do tema que reúne uma série de condicionantes”, explica a fisioterapeuta especialista em Ciências da Saúde.

Entre as custodiadas, por exemplo, as equipes realizaram uma escuta ativa para levantar as queixas de cada reeducanda. A atividade multidisciplinar também envolveu as servidoras penitenciárias. 

“Nós buscamos fazer com que todas possam aprimorar suas habilidades socioemocionais. Fizemos mostrar às reeducandas que o único fator que as distingue das demais mulheres é a privação de liberdade. Nesse sentido, desenvolvemos dinâmicas de grupo para permitir que elas externem suas angústias ainda na fase inicial do problema. Foram ações integradas de promoção e prevenção à saúde”, emendou Dantas, salientando que a campanha também reuniu profissionais de outras áreas da Saúde, como Nutrição e Enfermagem. 

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv
banner-eouv-plone

banner-transparencia.jpg

banner_formulario

portal_do_servidor

 banner-depen