Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2021 03 - MARÇO Profissionais de saúde do sistema prisional recebem 1ª dose da Coronavac
26/03/2021 - 19h00m

Profissionais de saúde do sistema prisional recebem 1ª dose da Coronavac

155 doses do imunizante foram disponibilizadas à Seris; servidores que se recuperam da Covid-19 recebem teleconsulta para exercícios fisioterápicos

Profissionais de saúde do sistema prisional recebem 1ª dose da Coronavac

Profissionais que atuam no Hospital de Campanha do sistema prisional receberam 1ª dose de vacina contra a Covid-19

Mayara Wasty

A vacinação contra o coronavírus tornou-se algo muito desejado por toda a população desde o início da pandemia. E não poderia ser diferente entre os servidores do sistema prisional. Nesta sexta-feira (26), os profissionais da Gerência de Saúde da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) receberam a primeira dose do imunizante. Trata-se da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Ao todo, 155 doses do imunizante foram fornecidas à Seris. A segunda dose deve ser aplicada em um período entre 14 e 28 dias, conforme orientação do instituto.

Para o início da vacinação foi preciso muito trabalho e planejamento, como explica a gerente de Saúde da Seris, policial penal Danielah Lopes. “Montamos este plano de ação começando pelos profissionais que estão atuando na linha de frente, ou seja, em contato direto com os reeducandos com sintomas de síndrome gripal, além daqueles que já positivaram para Covid-19, como orienta o plano estadual”, disse.

“Não são apenas médicos e enfermeiros que estão sendo imunizados, mas todo servidor que atua diretamente com essa população: os profissionais do hospital de campanha, tanto da área de saúde, como da segurança, da administração e da limpeza, já que todos têm contato com os reeducandos e o ambiente infectado”, emendou Lopes.

No sistema prisional, os profissionais de saúde realizam constantemente o monitoramento e a busca ativa por reeducandos com sintomas gripais, encaminhados ao Hospital de Campanha do sistema prisional, onde recebem o tratamento adequado.

Leila Souza é assistente administrativa e foi uma das imunizadas. Ela reforça o sentimento de alívio após a primeira dose da vacina. “Saio daqui com uma grande leveza. Gostaria muito que todos já pudessem tomar a vacina. Afinal, somente com ela é que vamos sair dessa situação de pandemia em que nos encontramos. Agora, apesar de tudo, posso dizer que renovei minha esperança por dias melhores”, afirmou a servidora.

Já a técnica de enfermagem Daniela da Silva integra a equipe de trabalho que aplicou as vacinas e, na condição de profissional de saúde, também destacou a importância deste momento. “O sentimento é de gratidão. É muito gratificante poder ajudar tanta gente. Isso porque, com a imunização, nós também ajudamos essas pessoas a diminuir um pouco a ansiedade. Isso porque a vacina vai além de um fator apenas biológico, impactando positivamente também na saúde mental. Estou muito feliz em fazer parte deste momento”, confidenciou.

Cuidados e orientações

Apesar de a imunização ser a único forma de acabar com a pandemia, é preciso ficar atento a algumas especificações, como explica a gerente de Saúde da Seris. “Salientamos que é necessário um intervalo de 14 dias entre outras vacinas e a vacina contra a COVID-19. Já se o servidor recebeu alguma outra vacina anteriormente, como a de hepatite B, tríplice viral, dupla adulto ou febre amarela, o mesmo deve aguardar esse intervalo para receber a CoronaVac”, explicou.

Outros cuidados precisam ser tomados, a exemplo de quem já foi infectado pelo SARS-CoV-2. “Essas pessoas necessitam aguardar pelo menos 30 dias do início dos sintomas ou do PCR-positivo para ser vacinado, por precaução”, completou a gestora.

No caso das gestantes e lactantes, essas só serão vacinadas mediante a apresentação de prescrição médica original, que deve estar assinada e carimbada, expressando a ciência dos riscos e benefícios da vacinação pela mulher. Já as pessoas com doença reumática imunomediada em terapia imunossupressora necessitam de avaliação e autorização por escrito do médico assistente para serem vacinadas.

A Gerência de Saúde está disponível para sanar dúvidas por meio do telefone (82) 3315-1045.

Fisioterapia

A Seris também auxilia o servidor que, em razão da Covid-19, necessita realizar algum tratamento reabilitador, já que muitos pacientes precisam de acompanhamento especializado para exercícios de fisioterapia respiratória, por exemplo. Nesse sentido, o servidor pode contar com os serviços de teleconsulta e telemonitoramento, por meio do telefone (82) 9 8876-7792. A assistência é prestada, mediante agendamento prévio, pela fisioterapeuta Lívia Dantas, sempre às segundas e quartas, das 8h às 12h.

Os servidores serão avaliados e orientados durante a teleconsulta, sendo reavaliados quando retornarem ao trabalho presencial. Havendo a necessidade, eles seguirão com o serviço de fisioterapia, desta vez presencial, no próprio complexo penitenciário.

Vale destacar que apesar, da imunização inicial, os cuidados devem ser mantidos, já que Alagoas segue na fase vermelha do Plano de Distanciamento Social Controlado. Além disso, é essencial continuar usando máscara de proteção e higienizando as mãos com álcool 70% ou água e sabão, além de respeitar o isolamento social. 

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv
banner-eouv-plone

banner-transparencia.jpg

banner_formulario

portal_do_servidor

 banner-depen