Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2020 03 - MARÇO Seris assina convênio com Secti para empregar reeducandos
04/03/2020 - 15h50m

Seris assina convênio com Secti para empregar reeducandos

Parceria vai ampliar oportunidades a egressos do sistema prisional alagoano

Seris assina convênio com Secti para empregar reeducandos

Além de proporcionar uma fonte de renda, iniciativa melhora a autoestima dos envolvidos

Texto de Geysa Miranda e Mayara Wasty

Assegurar oportunidades fora do cárcere tem sido um trabalho contínuo do Governo do Estado, que, por meio da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), tem firmado convênios com instituições públicas e privadas para empregar os reeducandos. Nesta quarta-feira (04), a Seris firmou mais uma parceria, desta vez com a Secretaria da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti), ampliando, assim, a oferta de oportunidades aos egressos do sistema prisional.

Atualmente, a Secti já tem no seu quadro de colaboradores quatro reeducandos que contribuem para o bom funcionamento da secretaria e para a melhoria dos serviços prestados à sociedade. Para consolidar a política de reinserção social, o Governo de Alagoas criou a Lei Nº 7.177/10, que concede subvenção econômica às pessoas jurídicas que contratarem egressos.

Além do auxílio financeiro, a iniciativa propicia a remição da pena. A cada três dias trabalhados, um é descontado da pena imposta aos reeducandos do semiaberto. Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a Seris já figura entre as cinco secretarias de Administração Penitenciária que mais empregam reeducandos em todo o país: são aproximadamente 700 pessoas dos regime semiaberto e aberto.

Para a titular da Secti, Cecília Rocha, aderir ao programa e dar oportunidade a essas pessoas vai além de caminhar alinhado com as políticas públicas do estado de Alagoas. Segundo a secretária, a parceria também é uma forma de inclusão da pessoa privada de liberdade e de quebrar preconceitos.

“Fazer com que o apenado se profissionalize e tenha a chance de mudar a trajetória da sua vida é uma forma de reduzir os índices de reincidência, exclusão e segregação social. Estamos felizes com essa parceria entre Secti e Seris. Os custodiados que já trabalham conosco contribuem de forma bastante significativa para a melhoria dos nossos serviços”, afirmou a secretária.

Para o secretário Executivo de Gestão Interna, tenente-coronel PM Marcos Henrique do Carmo, além de possibilitar emprego digno, os convênios impactam diretamente na redução da criminalidade em Alagoas. “Já temos 45 convênios firmados e cerca de 700 reeducandos trabalhando. Os números de reincidência nessa população é inferior a 2%. Ou seja, com oportunidade, os reeducandos dificilmente voltam a reincidir criminalmente”, afirmou.

Além da oportunidade de emprego, destaque-se, ainda, o trabalho psicossocial feito tanto com os reeducandos quanto com os familiares, além da fiscalização por parte da Seris. “Tudo isso para garantir a excelência no trabalho”, completou o gestor da Seris.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv
banner-eouv-plone

banner-transparencia.jpg

banner_formulario

portal_do_servidor

 banner-depen