Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2019 03 - MARÇO Seris recebe doação de livros para reeducandos do sistema prisional
02/04/2019 - 00h40m

Seris recebe doação de livros para reeducandos do sistema prisional

Os 200 exemplares doados ficarão disponíveis nas bibliotecas das unidades

Seris recebe doação de livros para reeducandos do sistema prisional

Incentivo à leitura tem transformado a vida dos reeducandos do sistema prisional alagoano (Foto: Cortesia à Seris)

Texto de Janaína Marques

A Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) recebeu, nesta segunda-feira (1), a doação de 200 livros da Associação dos Advogados Criminalista de Alagoas (Acrimal). Os exemplares doados foram entregues no Núcleo Ressocializador da Capital (NRC), onde serão, após passar por uma triagem, destinos à Biblioteca do NRC, do Presídio Militar e do presídio feminino Santa Luzia, ficando à disposição do reeducandos e servidores.

Segundo a advogada da Acrimal, responsável pela campanha de doação da entidade, Mia Pedroza, a ideia surgiu durante uma visita ao complexo prisional, quando um dos reeducandos pediu alguns livros. "Ao visitar o sistema prisional, um reeducando me procurou para pedir alguns livros, foi nesse momento que resolvi organizar uma campanha de doação, arrecadando livros com os meus amigos e colegas advogados da Acrimal e Abracrim" - informou a Advogada. 

Para o Chefe administrativo do Núcleo Ressocializador da Capital, Eduardo Gouveia, a doação vai reforçar o acervo da Biblioteca, que é o principal ambiente utilizado pelos reeducandos  para o acesso ao conhecimento. Ele também frisou que iniciativas como esta são importantes no processo de conscientização da sociedade civil sobre a necessidade de colaborar no trabalho de ressocialização. “A leitura é uma das bases centrais do Núcleo Ressocializador e do processo de reintegração social, e iniciativas como esta são fundamentais no processo de conscientização” – Afirmou o chefe da Unidade.

Eduardo completou falando sobre a importância da leitura no trabalho de reintegração social. “A leitura trás uma abertura de possibilidades, pois muitos não tiveram acesso aos livros, e ações como estas fazem com que eles tenham acesso a obras, que por falta de interesse ou questão cultural, eles não tinham antes”, disse Eduardo Gouveia.

Os livros doados serão catalogados e ficarão à disposição na Biblioteca das Unidades. Atualmente, o complexo prisional também dispõe de um acervo diversificado de livros na Indústria do Conhecimento, localizada em frente ao presídio Cyridião Durval, situado no complexo prisional, em Maceió.

INCENTIVO À LEITURA

Iniciativas que estimulam à prática da leitura já fazem parte do dia a dia do sistema prisional alagoano. Projetos como “Lêberdade”, que incentiva à leitura como forma de remição de pena, no qual a cada livro lido o reeducando diminui um dia da pena. O projeto já está em funcionamento na unidade feminina Santa Luzia. A previsão é que até o fim de 2019, outras unidades participem do projeto.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv
banner-eouv-plone

banner-transparencia.jpg

banner_formulario

portal_do_servidor