Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2018 12 - DEZEMBRO Reeducando muda de vida com oportunidade de trabalho em Murici
08/01/2019 - 12h10m

Reeducando muda de vida com oportunidade de trabalho em Murici

Alagoas emprega cerca de 20% da população egressa do sistema prisional

Reeducando muda de vida com oportunidade de trabalho em Murici

Força tarefa está revitalizando espaços públicos na Zona da Mata (Foto: Jorge Santos)

Mayara Wasty

 

As primeiras horas do dia marcam o início do trabalho: limpar, aparar a grama, recolher o lixo e pintar a cidade. Essa tem sido a rotina de Nilson dos Santos e outros 29 reeducandos inseridos no Projeto Uma Nova História, da Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris). Desta vez, a equipe está no município de Murici, levando inúmeros benefícios à população.

 

Trabalhando há quatro meses na Reintegração Social, Nilson dos Santos já realizou a manutenção de diferentes espaços. “Se estamos aqui é porque queremos o melhor para a gente. Só temos a agradecer pela oportunidade que estão nos dando. Ver que a população está gostando do trabalho e receber elogios nos dá mais ânimo. Acho maravilhoso ter essa chance para sermos reintegrados na sociedade.”, disse.

 

Desde 2015, o projeto realiza o trabalho de manutenção e conservação dos espaços públicos e instituições não governamentais. Iniciado com apenas 30 integrantes, hoje o projeto que conta com recursos do Funpen tem 190 egressos do sistema prisional. Isso coloca Alagoas, com cerca de 20% da população egressa inserida em atividades de trabalho, como estado que proporcionalmente mais emprega apenados dos regimes aberto e semiaberto.

 

A oportunidade de trabalho beneficia diversas esferas: a sociedade ganha com espaços públicos mais conservados, diminuição da violência sem a reincidência criminal, os egressos têm a oportunidade de trabalhar de forma digna e com direito a auxílio financeiro e seus familiares vêem o retorno do ente ao convívio dentro de casa.

 

Com quatro filhos, Nilson dos Santos explica que o auxílio financeiro recebido pelo trabalho é de grande ajuda para sua família. “Com o meu salário, pago aluguel, transporte para trabalhar, ajudo no material escolar dos meus filhos e pago as contas de casa”, conta.

 

“Eu tenho essa oportunidade e não quero voltar ao crime. Tenho meu dinheiro suado e sei o valor dele. Antes eu vivia fazendo coisa errada e hoje eu só penso no meu trabalho. Quando ganhamos nosso dinheiro suado, aprendemos a dar valor a cada centavo. Minhas mãos cheias de calos refletem o meu esforço”, finaliza Nilson dos Santos.

 

José Cícero da Silva, natural de Murici, comenta a alegria ao ver sua rua mais limpa e a praça próxima a sua casa revitalizada. “Fico muito feliz ao saber que os reeducandos estão saindo dos presídios para trabalhar de forma decente. O Governo do Estado está de parabéns pela iniciativa. Minha casa ficou mais bonita com a rua limpa e meus netos brincam todos os dias na praça que ganhou uma vida nova com esse trabalho”, comenta.

 

Com a oportunidade de trabalho, as chances de retorno ao crime diminuem. Prova disso são os dados da Reintegração Social, com menos de 2% de reincidência entre os egressos trabalhadores.

 
Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv
banner-eouv-plone

banner-transparencia.jpg

banner_formulario

portal_do_servidor