Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2018 05 - MAIO Reeducandos serão orientados para exercer direitos como consumidores
07/05/2018 - 08h57m

Reeducandos serão orientados para exercer direitos como consumidores

Egressos do sistema prisional participarão de palestras motivacionais e receberão orientações sobre educação financeira

Reeducandos serão orientados para exercer direitos como consumidores

Ação conjunta da Seris com o Procon fomenta processo de reintegração social. (Foto: Jorge Santos).

Texto de Maysa Cavalcante

Promover palestras motivacionais e de educação financeira para os custodiados e seus familiares, de modo que eles disseminem bons valores na sociedade. Para consolidar esse objetivo, o secretário da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), coronel Marcos Sérgio de Freitas, esteve reunido com o presidente do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor de Alagoas (Procon-AL), Galba Netto.

No encontrou, ocorrido na quinta-feira (3), na sede da Seris, foi definido que os reeducandos do regime semiaberto serão assistidos pelo Núcleo de Apoio aos Superendividados do Proncon, formado por uma equipe composta por psicólogo, assessor jurídico e educador financeiro. Os profissionais trabalharão de forma integrada para auxiliar e orientar os consumidores endividados.

Marcos Sérgio de Freitas afirma que a pasta está receptiva às ações do Procon e vai contribuir com o trabalho do Instituto. "Acredito que as palestras vão auxiliar de maneira decisiva no processo de reintegração social. Em contrapartida, estudamos meios de celebrar um convênio que ofereça suporte para as mudanças que estão sendo implementadas no Procon", disse.  

"Estamos buscando a integração dos órgãos, seguindo uma diretiva do Governo do Estado: fazer com que todo cidadão seja atendido por políticas públicas. Viemos com o intuito de somar com o trabalho da Seris e recebemos uma contrapartida excelente, que irá potencializar o atendimento prestado pelo Procon. O saldo foi muito positivo", afirmou Galba Netto.  

Ações do documento