Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2018 04 - ABRIL Estudantes da Unit participam de vivência única no Presídio do Agreste
09/04/2018 - 08h49m

Estudantes da Unit participam de vivência única no Presídio do Agreste

Unidade referência em gestão prisional foi apresentada pelos agentes ressocializadores aos alunos do curso de Direito; boas práticas foram reconhecidas pelos acadêmicos

Estudantes da Unit participam de vivência única no Presídio do Agreste

Alunos conhecem a ressocialização na prática durante visita ao presídio. (Foto: Jorge Santos).

Texto de Victor Costa

Uma aula de conhecimento fora da sala. Na quinta-feira (5), os estudantes do curso de Direito da Universidade Tiradentes tiveram um dia especial no Presídio do Agreste. Eles esclareceram dúvidas, conheceram os serviços e instalações da unidade. Na prática, constataram que a ressocialização é uma realidade em Alagoas. Há quatro anos em funcionamento, com capacidade para 960 apenados, sem excedente populacional, a unidade gerida pela Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) em parceria com a Empresa Reviver é referência no País. O segredo do êxito: ordem e disciplina seguidas à risca pela gestão.

A segurança na unidade é sentida logo na entrada, nada passa despercebido. Servidores, reeducandos e visitantes são monitorados, 24h, diuturnamente. O modelo construtivo verticalizado permite a gestão com praticidade e eficiência, dificultando qualquer intercorrência, impedindo qualquer tentativa de motim e rebelião. Salas de aula, pontos de atendimento médico e jurídico, além de oficinas de trabalho, tudo funciona com eficiência. Ao entrar no presídio, o apenado é cadastrado e têm todas as suas características registradas. “É com controle e planejamento que fazemos a gestão”, afirma o chefe do presídio, agente penitenciário Alexsandro Luz.

A acadêmica Amanda Ferreira que faz parte de um grupo de estudos na área penal e relata sua experiência com a visita. “Todos ficaram felizes. Aqui constatamos uma vitória, a Lei de Execução Penal de fato é cumprida no Presídio do Agreste. Alguns pontos podem melhorar, mas me senti segura e impressão foi muito positiva”.  

O titular da Seris, coronel Marcos Sérgio de Freitas fez questão de abordar a importância da academia na gestão prisional, durante a visita. “Temos os acadêmicos como referenciais. O olhar dos estudantes é fundamental para otimizar as práticas ressocializadoras em Alagoas e promover a justiça social”, salienta o secretário.

“Alagoas está de parabéns. Prestigiamos o início do ano letivo, descobrimos que existem reeducandos que farão ensino superior, além do serviço telepresencial que permite o contato de casais encarcerados, tudo no presídio. Ficamos encantados”, fala a coordenadora do Conselho da Comunidade e professora, Marta Patriota.

Ações do documento