Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2018 03 - MARÇO Seris promove ações para resgatar autoestima das mulheres encarceradas
12/03/2018 - 09h06m

Seris promove ações para resgatar autoestima das mulheres encarceradas

Atividades promoveram o resgate da autoestima das custodiadas na única unidade prisional feminina do estado

Seris promove ações para resgatar autoestima das mulheres encarceradas

Seris desenvolveu atividades especiais para lembrar o Dia da Mulher. (Foto: Sarah Brandão).

Texto de Maysa Cavalcante

Palestras educativas, dinâmicas, oficina de maquiagem e amor, esses foram alguns dos ingredientes que tornaram a semana das internas mais feliz no cárcere. Nesta semana, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) desenvolveu atividades especiais para lembrar o Dia da Mulher.

As ações ocorreram no Presídio Santa Luzia, situado no Complexo Penitenciário, e tiveram como foco o resgate da autoestima das custodiadas.  A Chefia da unidade lembra que, consequente, houve um impacto positivo na gestão do presídio, com a melhoria da convivência entre as internas e evolução no processo de reintegração social.

A gerente do Santa Luzia, agente penitenciária Geórgia Hilário, revela que o resgate da autoestima das custodiadas é fundamental para que elas agreguem e transmitam bons valores sociais.

"A equipe da unidade idealizou o projeto e buscamos parcerias para executá-lo. Embora as reeducandas estejam cumprindo pena, a dignidade delas como pessoa e como mulher, não pode ser esquecida. Trabalhamos para que elas voltem para sociedade mais preparadas e ressocializadas", afirma Geórgia Hilário.

A deputada estadual Jó Pereira foi uma das apoiadoras do projeto. A assessora da parlamentar, Marcele Teles, ressalta a importância do olhar diferenciado da sociedade para o sistema prisional. "Parabenizamos essas mulheres por esta semana especial da Mulher e também levamos a esperança do recomeço, mostrando que as oportunidades estão surgindo para que elas mudem de vida com novas escolhas", disse.

Outras atividades - Uma série de ações são desenvolvidas de maneira rotineira no Presídio Santa Luzia, tornando a unidade uma referência nacional. Mensalmente, uma roda de conversa que é realizada para que as reeducandas falem abertamente sobre seus medos e angústias, recebendo a assistência da equipe psicossocial da unidade.

O espaço materno-infantil do Santa Luzia possibilita que seja ofertado um tratamento de referência para as gestantes, lactantes e bebês. Além disso, atividades físicas são desenvolvidas com as reeducandas, duas vezes na semana, sob a supervisão da educadora física da Seris, Manoela Moreira.

A educação formal é ofertada para as custodiadas nos turnos matutino e vespertino. Livros literários também são disponibilizados para estimular o conhecimento e fazer da leitura um hábito. "É muito bom notarmos a evolução das internas como mães, como mulheres. Isso comprova que estamos no caminho certo", conclui Hilário.

Ações do documento