Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 11 - NOVEMBRO Governo do Estado adquire 200 novos armamentos para agentes penitenciários
09/11/2017 - 08h48m

Governo do Estado adquire 200 novos armamentos para agentes penitenciários

Segurança dentro e fora das unidades prisionais é fortalecida com equipamento bélico próprio do sistema prisional

Governo do Estado adquire 200 novos armamentos para agentes penitenciários

Cursos de tiros são oferecidos frequentemente para aprimoramento das técnicas. (Foto: Jorge Santos).

 Texto de Mayara Wasty

 
Para fortalecer a segurança dentro e fora dos presídios, o Governo do Estado tem investido cada vez mais no reaparelhamento das ferramentas de trabalho dos agentes penitenciários, com a aquisição de equipamento modernos que geram melhores condições de trabalho aos agentes ressocializadores.
 
Esta semana, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) adquiriu 200 novas pistolas Taurus, modelo 840, com recursos do Fundo Penitenciário Nacional. As novas armas serão distribuídas entre os agentes lotados no Grupamento de Escolta, Remoção e Intervenções Táticas (Gerit) e nas unidades prisionais. Vale lembrar, que até 2015, as armas utilizadas pela Seris eram cedidas pelas Polícias Militar e Civil. Agora o acervo do sistema prisional conta quase que exclusivamente com armas próprias.
 
“A chegada dessas armas reforça a segurança, propicia melhores condições de trabalho aos agentes penitenciários, além de padronizar os armamentos no calibre .40. Trata-se de uma forma de estruturar o acervo da Secretaria da Ressocialização. Com a padronização temos mais segurança”, comenta o supervisor do Centro de Monitoramento Eletrônico de Presos (CMEP), tenente Alucham Fonseca.
 
Além das armas, munições foram adquiridas pela Ressocialização, como explica Alucham Fonseca. "Já fizemos o pedido e estamos esperando a chegada de mais de trinta mil munições exclusivas para o treinamento”.
 
O chefe Especial das Unidades Penitenciárias, agente penitenciário Milton Pereira destaca a importância do acervo bélico.  “A modernização e o aparelhamento da força prisional é de suma importância para manutenção da justiça e da sociedade democrática de direito. Pois assegura um ambiente digno, ordeiro e condizente com as políticas de resgate social implementadas pela Seris – missão dos agentes penitenciários de Alagoas”, afirma.
 
Para manusear os armamentos com agilidade e eficiência, os agentes penitenciários contam com um fator importantíssimo: a Escola Penitenciária. Nesta semana, mais um curso de tiro foi oferecido por instrutores capacitados no exterior. “Nos procedimentos, os agentes conhecem a dinâmica dos equipamentos e ganham mais segurança, diminuindo, assim, o tempo de resposta operacional”, finaliza o gerente da Escola Penitenciária, coronel Clistenes de Omena.
Ações do documento