Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 09 - SETEMBRO Ressocialização promove a saúde dos servidores e internos nas delegacias
04/09/2017 - 08h36m

Ressocialização promove a saúde dos servidores e internos nas delegacias

Agentes penitenciários e profissionais de saúde da Seris realizam testes rápidos para

Ressocialização promove a saúde dos servidores e internos nas delegacias

Seris promove a dignidade no cumprimento das penas com trabalho preventivo. (Foto: Mayara Wasty).

 Texto de Mayara Wasty

 
A 7ª Edição do Governo Presente continua a beneficiar a população do Vale do Paraíba com diversas ações. Nesta sexta-feira (1°), profissionais da saúde da Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) realizaram atendimento nas delegacias e Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps) de Viçosa, Atalaia, Cajueiro e Capela, garantindo a interiorização dos serviços para efetivar sua política de reintegração social.
 
Os apenados realizaram testes rápidos para detecção de sífilis, HIV e hepatites virais, além da aferição da pressão arterial e imunização contra tétano, hepatite B e C, H1N1 e tríplice viral. O atendimento contou com o apoio dos agentes penitenciários do Grupamento de Escolta, Remoção e Intervenção Tática (Gerit), que garantiu a segurança do trabalho. Ao final da ação, os custodiados receberam kits de higiene pessoal.
 
A agente penitenciária e gerente de Saúde, Larissa Vital, destacou o trabalho da equipe, que contou com enfermeiros, técnico de enfermagem, psicóloga e assistente social. “A equipe se empenhou bastante para oportunizar a prestar assistência a essas pessoas. Como profissional é bom, pois estamos sempre nos atualizando e aprimorando estratégias para melhor atender esse público”, comentou.
 
Para a gestora, interiorizar as ações de saúde nas delegacias significa beneficiar os custodiados com assistência médica e otimizar os trabalhos no sistema prisional. “Os internos estão aqui provisoriamente. Esses atendimentos funcionam como triagem e caso seja detectado algum problema de saúde infectocontagioso, imediatamente, notificamos a vigilância sanitária do município e iniciamos o tratamento”, explicou.
 
Há também o benefício psicossocial, como ressalta Vital. “Através da psicóloga e assistente social verificamos, entre outras coisas, como está o vínculo familiar, se está fragilizado, para poder aproximar a família e darmos os encaminhamentos”, completou.
 
A gestora salientou, ainda, a importância da parceria do Estado com os municípios. “Através deste trabalho conjunto, notificamos e iniciamos a profilaxia com os internos. Com esses atendimentos eles já chegam no sistema com a gente tendo conhecimento do caso. E se receberem alvará na própria delegacia, ele já sai ciente de quais patologias deve tratar e tanto ele, quanto o município, saberão como auxiliá-lo”, finalizou.
Ações do documento