Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 09 - SETEMBRO Com ações eficazes, Ressocialização mantém disciplina nos presídios
04/09/2017 - 08h38m

Com ações eficazes, Ressocialização mantém disciplina nos presídios

Operações, movimentações e capacitações dos agentes penitenciários fazem parte das ações permanentes para melhorar serviços no sistema prisional

Com ações eficazes, Ressocialização mantém disciplina nos presídios

Agentes penitenciários otimizam técnicas para garantir aplicação da Lei de Execuções Penais. (Foto: Jorge Santos).

 Texto de Mayara Wasty

 
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), trabalha, diuturnamente, para garantir a ordem e disciplina no sistema prisional, com medidas preventivas e permanentes realizadas para fortalecer a segurança dentro e fora do cárcere.
 
Desde a última segunda-feira (28), inúmeras operações e procedimentos foram realizadas no complexo prisional, visando garantir a segurança da população, dos agentes penitenciários e reeducandos.
 
Por meio das capacitações ofertadas pela Escola Penitenciária, os servidores prisionais estão cada vez mais aptos para atuarem em diferentes situações referentes ao universo prisional.
  
O chefe do Monitoramento Eletrônico de Presos, tenente Alucham Fonseca, explica que esses procedimentos visam identificar ilícitos na unidade e mapear possíveis riscos para os detentos.
 
“Os trabalhos estão sendo acompanhados pelos membros da Comissão de Direitos Humanos da OAB/AL, justamente para preservar a vida dos reeducandos e garantir segurança dos agentes penitenciários”, explicou o gestor, referindo-se à operação realizada na quarta-feira (30), na Casa de Custódia da Capital.
 
O agente penitenciário e chefe da unidade, Vinícius Lamenha, destaca o trabalho da equipe na manutenção da disciplina na unidade. “A atuação dos agentes tem sido perfeita aqui no Estado de Alagoas. Devido ao efetivo e à população carcerária, que é grande, se os agentes não tivessem experiência e não fossem destemidos, já teria acontecido algum problema muito sério, como ocorre em outros estados”, disse.
 
Representantes da Comissão dos Direitos Humanos da OAB/AL acompanharam o procedimento realizado na Casa de Custódia e reafirmam a parceria com a Seris, com uma relação harmoniosa de cooperação.
 
“Não é a primeira vez que acompanhamos operações no sistema prisional, o que considero muito importante, uma vez que os detentos sentem um pouco mais de segurança em falar com os advogados e a comissão demonstrar a efetiva situação do que está acontecendo”, comentou Sandra Gomes, vice-presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB/AL.
 
“Os Direitos Humanos sempre incentivam as políticas públicas no sentido de melhorar o sistema prisional e de cobrar das autoridades competentes que sejam promovidas algumas políticas e melhorias estruturais. Nós observamos que está tudo decorrendo dentro das normalidades; não houve nenhum fato atípico, nem que denotasse algum fator negativo”, completou o advogado José Luiz Cavalcante.
 
“Há uma relação harmônica entre a Seris e os Direitos Humanos para buscar a promoção da dignidade aqui no cárcere. Esse diálogo é fundamental, pois apenas com essa troca de experiência e esse trabalho integrado podemos buscar resolver os problemas de forma racional”, afirmou o advogado.
 
“A cada dia, o trabalho da Comissão é quebrar um pouco essa barreira, essa visão dicotômica de Direitos Humanos e segurança pública. Na verdade, somos agentes e participamos da segurança pública e queremos trazer tanto a efetividade da segurança do cidadão quanto a concretização dos Direitos Humanos”, finalizou.
Ações do documento