Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 02 - FEVEREIRO Agentes penitenciários detêm visitante tentando entrar com ilícitos no Presídio Cyridião Durval
13/02/2017 - 08h09m

Agentes penitenciários detêm visitante tentando entrar com ilícitos no Presídio Cyridião Durval

Sandra Beatriz Pereira de Menezes foi flagrada com celulares escondidos em sua prótese durante procedimento de revista; secretário Marcos Sérgio de Freitas destaca expertise dos agentes penitenciários

 Texto de Victor Costa

 
Mais um dia de visitação no Complexo Penitenciário concluído dentro da normalidade e com a segurança necessária para todos graças ao empenho dos agentes penitenciários. Neste sábado (9), durante uma minuciosa revista no Presídio Cyridião Durval, a visitante Sandra Beatriz Pereira de Menezes, 46 anos, foi flagrada pelos agentes tentando entrar na unidade com celulares, carregadores, cabo de dados, chips, fones de ouvido e outros ilícitos.
 
Os agentes penitenciários desconfiaram do comportamento suspeito da visitante e realizaram uma minuciosa revista com o auxílio de detectores de metais, máquina de raio X e banquetas. Sandra de Menezes, que tem deficiência física, foi surpreendida com os ilícitos escondidos em sua prótese da perna. Em decorrência do episódio, foi lavrado um termo circunstanciado de ocorrência e a visitante foi banida do sistema prisional.
 
O reeducando Jamerson Menezes de Morais, que iria receber a visita, foi transferido do Presídio Cyridião Durval para a Penitenciária de Segurança Máxima. Contra ele foi aberto ainda um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD). O secretário da Ressocialização e Inclusão Social, tenente-coronel PM Marcos Sérgio de Freitas, destaca a eficiência e expertise dos agentes penitenciários para que a Lei de Execuções Penais seja cumprida.
 
“O Governo de Alagoas tem investido em modernos equipamentos de segurança para evitar a entrada de ilícitos nas unidades prisionais de Alagoas. Mas não basta investir em segurança, se não tivermos servidores qualificados. Por isso, destaco o empenho e expertise dos agentes penitenciários. Eles têm seguido as diretrizes da Ressocialização e trabalhado diuturnamente para assegurar o cumprimento da lei nos presídios alagoanos”, salienta. 
 
Ações do documento