Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Fábrica de Esperança

Fábrica de Esperança

A Fábrica de Esperança é um programa desenvolvido, desde 2006, pela Superintendência Geral de Administração Penitenciária (Sgap) que engloba ressocialização, cursos profissionalizantes e laborterapia (terapia ocupacional).

Atualmente, na Fábrica de Esperança existem 02 setores e 12 oficinas profissionalizantes, funcionando no complexo prisional de Maceió e Arapiraca, onde 10% da população carcerária trabalha nas mais diversas áreas, tendo direito a redução de pena de um dia por cada três trabalhado, além de receber ¾ do salário mínimo via conta bancária, de acordo com o que determina a Lei de Execuções Penais.

Os reeducandos alagoanos trabalham com mecânica, horta, saneantes (sabão e detergentes), artesanato (filé, pintura, tornaria, corte e costura), serraria e padaria, produzindo 18.000 pães diariamente. 

Parte dos produtos confeccionados na Fábrica é comercializado aos domingos, na Avenida Sílvio Vianna, na Praia da Ponta Verde, das 7h às  13h, e em Arapiraca, no box 09, no mercado de Artesanato Margarida Gonçalves, que fica no parque Ceci Cunha, funcionando diariamente das 9h às 19h.  Os produtos também podem ser adquiridos diretamente com a Gerência de Produção e Laborterapia.

A Fábrica de Esperança oferece produtos artesanais de excelente qualidade todos comercializados com nota fiscal. Das oficinas de tornearia em madeiras saem jogos de dama, xadrez e gamão; da decupagem, caixas para jóias, bijuterias e porta treco; da costura artesanal e pintura em tecido, roupas e acessórios diversos.

O dinheiro arrecadado com a venda dos produtos vai direto para o Fundo Penitenciário, os recursos são destinados a investimentos em obras no próprio sistema e também para a manutenção de equipamentos nas oficinas de laborterapia.

Contato da Fábrica de Esperança: 3315.1090.

 

Ações do documento